Assessoria de imprensa

 

Linhares ganha mais dois projetos sociais relevantes para o empoderamento da comunidade

Os projetos “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania” e “Mãos à obra” foram selecionados na última rodada de avaliação do Mais Leão Comunidade em Ação, realizada por uma comissão julgadora composta por integrantes da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES)

Leão Alimentos e BebidasLeões Alimentos e Bebidas

Os projetos “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania”, da Associação Feminina de Sindimol, do bairro Canivete, e “Mãos à obra”, do Centro de Reabilitação Jesus Vive Resgatando Vidas, do bairro Santa Cruz, foram selecionados na última rodada de avaliação do Mais Leão Comunidade em Ação, realizada por uma comissão julgadora composta por integrantes da Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES). A iniciativa conta com o apoio da Leão Alimentos e Bebidas. Também participaram da rodada projetos a Associação de Pais da EMEF José Modeneze, a Associação de Moradores do bairro Canivete, e a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Linhares - Congregação Santa Cruz.

 Visando contemplar 120 participantes – 90 crianças entre 7 e 11 anos e 30 adolescentes de 12 a 14 anos – o projeto “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania”, proposto pela Associação Feminina do Sindimol (Afemol), do bairro Canivete, tem o objetivo de promover e resgatar os valores culturais por meio da música e da dança, gerando medidas de proteção e orientação ao mesmo tempo em que pretende fortalecer a convivência e os vínculos sociais.  “Ter o nosso projeto contemplado nos trouxe imensa alegria e entusiasmo, em função do desafio que é tocar projetos sociais atualmente no Brasil, dadas as dificuldades em encontrarmos parceiros dispostos a apoiar iniciativas deste tipo. Consideramos o programa Mais Leão Comunidade em Ação uma das mais importantes iniciativas do setor empresarial em nosso município, tendo em vista a amplitude e os resultados que vêm alcançando desde o início da sua atuação em Linhares, com o apoio e a adesão maciça da comunidade aos projetos apoiados”, afirma Joselayne Alves, assistente Social da Afemol.

 Engajado na missão de promover autonomia e emancipação dos indivíduos que vivem marginalizados em um sistema excludente na sociedade e, principalmente, em bairros de periferia como o de Santa Cruz, o Centro de Reabilitação Jesus Vive Resgatando Vidas criou o projeto “Mãos à Obra”, que visa qualificar pessoas de 18 a 40 anos na fabricação de blocos e canaletas de concreto manual. “O Mais Leão Comunidade em Ação é uma possibilidade de vislumbre de grandes oportunidades nas comunidades assistidas, pois permite e proporciona o avanço de projetos sociais, sobretudo, os que atendem as demandas locais. Acreditamos que o fato do nosso projeto ter sido contemplado proporcionará o aumento ao longo do tempo da capacitação e empregabilidade da população local mais carente, contribuindo para diminuir o alto risco social a que essas famílias estão submetidas, visando promover o empoderamento social”, informa Vanderlea Maurício Queiroz, responsável pela instituição.

 "Iniciativas como a da Leão são louváveis e servem de exemplo para que mais ações como esta se multipliquem no mundo empresarial, empoderando os beneficiários dando oportunidades de crescimento pessoal e profissional. O programa Mais Leão Comunidade em Ação corrobora o modelo de gestão que se a aproxima da socioeconomia que assume a sua cota de responsabilidade nas questões sociais e ambientais", avalia Cristina Albuquerque Oliveira, consultora da divisão de projetos Especiais do SESI-SENAI/ES. Para passarem pelo rigoroso crivo da comissão julgadora, os projetos são avaliados de acordo com os seguintes critérios essenciais: 

  • Impacto: capacidade de alteração do contexto social, segundo objetivos apresentados pelo projeto;
  • Autossustentação: perspectiva de continuidade e sustentabilidade do projeto e/ou atendimento dos objetivos e resultados propostos;
  • Coerência: clareza e consistência entre objetivo, justificativa e ações propostas pelo projeto;
  • Estrutura organizacional: aqui, é levado em conta se a instituição terá uma equipe minimamente capacitada para dirigir o projeto e como está organizada esta estrutura;
  • Conhecimento local: é fundamental que o projeto apresente conhecimento acerca do atual contexto das comunidades;
  • Parcerias: critérios de escolha para novos apoiadores à instituição e planejamento para a busca de novos parceiros caso o projeto tenha perspectiva de continuidade de longo prazo.

 Vale lembrar que esta é a segunda edição do programa. No ano passado, outros dois projetos conquistaram a avaliação do Mais Leão Comunidade em Ação. O “Pet que transforma”, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Linhares, focado na geração de renda contribui com o processo de empoderamento e transformação social de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social na comunidade do bairro de Santa Cruz. E o “Jogadores do Futuro” – Associação de Pais EMEF Modeneze – Projeto utilizou do esporte como ênfase na inclusão social, na participação e na educação das crianças da comunidade do bairro Canivete.

 Mais Leão Comunidade em Ação

 Implantado no início de 2016, o Mais Leão Comunidade em Ação surgiu da identificação da necessidade de preparar os cidadãos das comunidades do entorno da unidade da Leão, em Linhares, para a busca de melhoria das condições e de desenvolvimento local. Desde a sua criação, o programa já mobilizou dezenas de líderes comunitários dos bairros Canivete e Santa Cruz - entre eles, membros da Escola Modeneze e Associação de Moradores do Santa Cruz, que receberam um curso para a elaboração de iniciativas que fomentassem o empoderamento das comunidades.

 A Leão oferece uma capacitação aos membros da comunidade, para que estes desenvolvam a habilidade de elaboração de projetos sociais, com base em seu contexto social.O próximo passo é o lançamento de um Termo de Referência com todos os detalhes e instruções para a inscrição de projetos no programa, que visa apoio financeiro aos projetos mais bem avaliados de cada bairro. Estes que também recebem a avaliação da equipe técnica do FINDES - Federação das Indústrias do Espírito Santo. “Nosso objetivo principal é criar condições para o desenvolvimento e o empoderamento das comunidades no entorno de nossas operações, a partir de propostas práticas e efetivas, não somente apoiar financeiramente os projetos sociais em si”, comenta Fabiano Rangel, gerente de relações institucionais e sustentabilidade da Leão Alimentos e Bebidas.

 Sobre a Leão Alimentos e Bebidas – Integrante do Sistema Coca-Cola Brasil, líder de mercado e responsável pela produção de bebidas mistas, chás e café, a Leão Alimentos e Bebidas participa ativamente da economia brasileira, gerando emprego e investindo em diferentes regiões nacionais. Em Americana, no Estado de São Paulo, está um dos mais estratégicos Centros de Distribuição da empresa e uma operação de logística referência para outras companhias do setor e de outros segmentos. Das unidades fabris, localizadas em Linhares, no Espírito Santo, Fazenda Rio Grande e Fernandes Pinheiro, ambas no Paraná, sai uma ampla e variada linha de bebidas que refrescam e hidratam milhões de brasileiros, de Norte a Sul do país. São néctares, bebidas mistas, sucos, refrescos, energéticos, repositores, chás e café de marcas consagradas nacionalmente como Del Valle, Del Valle Reserva, Del Valle 100% Suco, Del Valle Laranja Caseira, Mais, Powerade, I9, Burn, Matte Leão, Leão Fuze, Leão Fuze Senses, Chimarrão Pampas, Café Leão, Leão Guaraná e Leão Guaraná Açaí.

 A Leão Alimentos e Bebidas orgulha-se de ser responsável pela primeira fábrica de bebidas do Brasil a receber a certificação internacional LEED – Liderança em Energia e Design Ambiental, concedida à unidade de Fazenda Rio Grande. Vale ressaltar que o conceito de sustentabilidade vai além da infraestrutura e das boas práticas adotadas nas fábricas. Ele é o alicerce do negócio da Leão Alimentos e Bebidas, que inclui, por exemplo, o compromisso da empresa com o desenvolvimento da produção rural e a valorização das pessoas e do meio ambiente. É por isso que, no norte do Espírito Santo, a Leão Alimentos e Bebidas participa de projetos junto ao homem do campo e comanda as atividades da processadora de frutas TROP, integrando assim toda a cadeia produtiva de néctares.

 

Notícias relacionadas

 

Leão é a marca de chá mais lembrada pelos consumidores gaúchos

A centenária marca de chás Leão está, literalmente, na boca dos consumidores gaúchos, de acordo com o Top of Mind RS 2017

 

Dia Nacional do Café: melhores blends de cafés especiais e gourmet do Brasil e do mundo inspiram Café Leão

Além de impulsionar cadeia de suprimentos, lançamento acelera o crescimento do caféde alta qualidade, ao democratizar o acesso a blends brasileiros 100% arábica

 

Leão Alimentos e Bebidas amplia rede nacional de distribuição

Regiões Norte e Nordeste passam a contar com 17 novos distribuidores; consumidores já encontram refresco em pó Mais com maior facilidade nas gôndolas  

 

Leão Alimentos e Bebidas realiza encontro com comunidades de Linhares e reafirma compromisso em continuar contribuindo com o desenvolvimento social

Representantes da empresa e das comunidades de Santa Cruz e Canivete estiveram reunidos para conversar sobre ferramentas de elaboração e captação de projetos sociais em prol destes bairros.

 

 

BANSEN - ©2016
Bansen Phone
Address: rua dr. tirso martins, 100 cjto 304 - 04120-050 - vila mariana - SP/SP.
Site Design by Marília Schumann