Leão Alimentos e Bebidas
Leão Alimentos e Bebidas

Linhares ganha mais dois projetos sociais relevantes para o empoderamento da comunidade

Os projetos “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania”, foram selecionados na última rodada de avaliação do Mais Leão Comunidade em Ação.

 

Os projetos “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania”, da Associa??o Feminina de Sindimol, do bairro Canivete, e “M?os ? obra”, do Centro de Reabilita??o Jesus Vive Resgatando Vidas, do bairro Santa Cruz, foram selecionados na ?ltima rodada de avalia??o do?Mais Le?o Comunidade em A??o, realizada por uma comiss?o julgadora composta por integrantes da Federa??o das Ind?strias do Esp?rito Santo (FINDES). A iniciativa conta com o apoio da?Le?o Alimentos e Bebidas. Tamb?m participaram da rodada projetos a Associa??o de Pais da EMEF Jos? Modeneze, a Associa??o de Moradores do bairro Canivete, e a Igreja Evang?lica Assembleia de Deus em Linhares - Congrega??o Santa Cruz.?

Visando contemplar 120 participantes ? 90 crian?as entre 7 e 11 anos e 30 adolescentes de 12 a 14 anos ? o projeto “Despertando Cultura, Promovendo Cidadania”, proposto pela Associa??o Feminina do Sindimol (Afemol), do bairro Canivete, tem o objetivo de promover e resgatar os valores culturais por meio da m?sica e da dan?a, gerando medidas de prote??o e orienta??o ao mesmo tempo em que pretende fortalecer a conviv?ncia e os v?nculos sociais.? “Ter o nosso projeto contemplado nos trouxe imensa alegria e entusiasmo, em fun??o do desafio que ? tocar projetos sociais atualmente no Brasil, dadas as dificuldades em encontrarmos parceiros dispostos a apoiar iniciativas deste tipo. Consideramos o programa?Mais Le?o Comunidade em A??o?uma das mais importantes iniciativas do setor empresarial em nosso munic?pio, tendo em vista a amplitude e os resultados que v?m alcan?ando desde o in?cio da sua atua??o em Linhares, com o apoio e a ades?o maci?a da comunidade aos projetos apoiados”, afirma Joselayne Alves, assistente Social da Afemol.?

Engajado na miss?o de promover autonomia e emancipa??o dos indiv?duos que vivem marginalizados em um sistema excludente na sociedade e, principalmente, em bairros de periferia como o de Santa Cruz, o Centro de Reabilita??o Jesus Vive Resgatando Vidas criou o projeto “M?os ? Obra”, que visa qualificar pessoas de 18 a 40 anos na fabrica??o de blocos e canaletas de concreto manual. “O?Mais Le?o Comunidade em A??o?? uma possibilidade de vislumbre de grandes oportunidades nas comunidades assistidas, pois permite e proporciona o avan?o de projetos sociais, sobretudo, os que atendem as demandas locais. Acreditamos que o fato do nosso projeto ter sido contemplado proporcionar? o aumento ao longo do tempo da capacita??o e empregabilidade da popula??o local mais carente, contribuindo para diminuir o alto risco social a que essas fam?lias est?o submetidas, visando promover o empoderamento social”, informa Vanderlea Maur?cio Queiroz, respons?vel pela institui??o.?

"Iniciativas como a da Le?o s?o louv?veis e servem de exemplo para que mais a??es como esta se multipliquem no mundo empresarial, empoderando os benefici?rios dando oportunidades de crescimento pessoal e profissional. O programa?Mais Le?o Comunidade em A??ocorrobora o modelo de gest?o que se a aproxima da socioeconomia que assume a sua cota de responsabilidade nas quest?es sociais e ambientais", avalia Cristina Albuquerque Oliveira, consultora da divis?o de projetos Especiais do SESI-SENAI/ES. Para passarem pelo rigoroso crivo da comiss?o julgadora, os projetos s?o avaliados de acordo com os seguintes crit?rios essenciais:?

  • Impacto: capacidade de altera??o do contexto social, segundo objetivos apresentados pelo projeto;
  • Autossustenta??o: perspectiva de continuidade e sustentabilidade do projeto e/ou atendimento dos objetivos e resultados propostos;
  • Coer?ncia: clareza e consist?ncia entre objetivo, justificativa e a??es propostas pelo projeto;
  • Estrutura organizacional: aqui, ? levado em conta se a institui??o ter? uma equipe minimamente capacitada para dirigir o projeto e como est? organizada esta estrutura;
  • Conhecimento local: ? fundamental que o projeto apresente conhecimento acerca do atual contexto das comunidades;
  • Parcerias: crit?rios de escolha para novos apoiadores ? institui??o e planejamento para a busca de novos parceiros caso o projeto tenha perspectiva de continuidade de longo prazo.?
  • Vale lembrar que esta ? a segunda edi??o do programa. No ano passado, outros dois projetos conquistaram a avalia??o do?Mais Le?o Comunidade em A??o. O “Pet que transforma”, da Igreja Evang?lica Assembleia de Deus em Linhares, focado na gera??o de renda contribui com o processo de empoderamento e transforma??o social de fam?lias que vivem em situa??o de vulnerabilidade social na comunidade do bairro de Santa Cruz. E o “Jogadores do Futuro” ? Associa??o de Pais EMEF Modeneze ? Projeto utilizou do esporte como ?nfase na inclus?o social, na participa??o e na educa??o das crian?as da comunidade do bairro Canivete.?

    Mais Le?o Comunidade em A??o?

    Implantado no in?cio de 2016, o?Mais Le?o Comunidade em A??o?surgiu da identifica??o da necessidade de preparar os cidad?os das comunidades do entorno da unidade da Le?o, em Linhares, para a busca de melhoria das condi??es e de desenvolvimento local. Desde a sua cria??o, o programa j? mobilizou dezenas de l?deres comunit?rios dos bairros Canivete e Santa Cruz - entre eles, membros da Escola Modeneze e Associa??o de Moradores do Santa Cruz, que receberam um curso para a elabora??o de iniciativas que fomentassem o empoderamento das comunidades.?

    A Le?o oferece uma capacita??o aos membros da comunidade, para que estes desenvolvam a habilidade de elabora??o de projetos sociais, com base em seu contexto social.O pr?ximo passo ? o lan?amento de um Termo de Refer?ncia com todos os detalhes e instru??es para a inscri??o de projetos no programa, que visa apoio financeiro aos projetos mais bem avaliados de cada bairro. Estes que tamb?m recebem a avalia??o da equipe t?cnica do FINDES - Federa??o das Ind?strias do Esp?rito Santo. “Nosso objetivo principal ? criar condi??es para o desenvolvimento e o empoderamento das comunidades no entorno de nossas opera??es, a partir de propostas pr?ticas e efetivas, n?o somente apoiar financeiramente os projetos sociais em si”, comenta Fabiano Rangel, gerente de rela??es institucionais e sustentabilidade da?Le?o Alimentos e Bebidas.

     

     

    Mais informações para a imprensa

    Tel: 11 5539 2344

    BANSEN - redação

    Bia Bansen
    bia@bansen.com.br

    Marilia Schumann
    marilia@bansen.com.br

     

    Clean Barros
    clean@bansen.com.br

    Marcelo Fontenele
    marcelo@bansen.com.br