Leão Alimentos e Bebidas
Leão Alimentos e bebidas

Projeto socioambiental coleta 460kg de resíduos sólidos de escolas públicas

 

Estação Sustentável 2018 estimula estudantes e comunidadesdo Espírito Santo e Paraná a compreenderem a rota do lixo.

 

Um dos problemas crônicos do Brasil, os impactos relacionados à geração e ao manejo inadequado dos resíduos sólidos são sentidos em todas as camadas da sociedade. Para chamar a atenção deste grande gargalo nacional, o projeto Estação Sustentável entrou em ação para semear boas práticas ambientais em escolas públicas e comunidades de Linhares, no norte do Espírito Santo, e Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba/PR. A oitava edição do projeto, idealizado pela Leão Alimentos e Bebidas, traz como tema em 2018 a importância da gestão dos resíduos sólidos. 

Em Linhares, participam do Estação Sustentável as escolas Caboclo Bernardo, Jose Modeneze, Efigênia Sizenando, Eliana Correa Pinafo e Zeferino Fiorot. Já em Fazenda Rio Grande/PR, integram o projeto as instituições Arnaldo Busato, Alcides Mario Pelanda e Guisela Kuss Rieke. Um diagnóstico apontou que material orgânico, papel, plástico e garrafa pet são os resíduos sólidos mais gerados nestas escolas. 

Dentro desse cenário, estudantes do Ensino Fundamental I e II, incluindo alunos de classe especial, foram estimulados a identificar e a coletar resíduos sólidos dentro do ambiente escolar, sempre acompanhados e orientados por professores capacitados profissionalmente para as atividades do Estação Sustentável. A ação resultou na coleta de cerca de 460kg de resíduos sólidos descartados inadequadamente nas escolas, impactando mais de 3 mil estudantes direta e indiretamente com relação aos conceitos da sustentabilidade. 

É importante destacar que as Secretarias Municipais de Meio Ambiente de Linhares/ES e Fazenda Rio Grande/PR são responsáveis pela orientação e apoio no transporte e destinação correta dos resíduos. O projeto Estação Sustentáveltambém conta com a parceria de Associações de Catadores para pesagem, triagem e destinação dos resíduos. 

Paralelamente à coleta dos resíduos sólidos, cada escola fez uma votação interna para definir qual projeto seria desenvolvido, de acordo com sua principal necessidade. Todos os projetos traçados são multidisciplinares. 

"O principal objetivo é fazer com que os estudantes, famílias e comunidades tenham um olhar diferente para a questão do lixo e se engajem na separação e destinação correta dos resíduos", comenta Fabiano Rangel, Gerente Institucional e de Desenvolvimento Sustentável da Leão Alimentos e Bebidas. "Quando os alunos e os demais agentes envolvidos se identificam com as causas ambientais e a responsabilidade social, eles se sentem mais seguros para exercitar a cidadania". 

"A proposta é provocar a mudança social, visando à sensibilização diante das questões ambientais e a urgência de mudanças de hábitos na preservação de recursos naturais", destaca a secretária municipal de Educação de Linhares, Maria Olimpia Dalvi Rampinelli.

FATOS E DADOS

 

  • Cerca de 17 milhões de brasileiros não dispõem dos serviços de coleta de resíduos em seus lares, segundo o Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo.
  • O SUS gasta cerca de R$ 1,5 bilhão anualmente tratando de pessoas que têm doenças causadas pela falta de destinação e de tratamento correto de resíduos sólidos.
  • No período de 2016 a 2021, a disposição inadequada de lixo urbano vai custar  entre US$ 3,25 bilhões a US$ 4,65 bilhões ao Brasil, em gastos relacionados à saúde da população e com os graves impactos ambientais.
  • No País, apenas 18% dos municípios operam programas de coleta seletiva, de acordo com o Compromisso Empresarial para Reciclagem.
  • Instituída em 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) tem como princípios o desenvolvimento sustentável, a responsabilidade compartilhada e o reconhecimento do resíduo sólido como bem econômico gerador de trabalho e renda. 

Le?o Alimentos e Bebidas Redação: Bansen
0 comments

Mais informações para a imprensa

Tel: 11 5539 2344

BANSEN - redação

Bia Bansen
bia@bansen.com.br

Marilia Schumann
marilia@bansen.com.br

 

Clean Barros
clean@bansen.com.br

Marcelo Fontenele
marcelo@bansen.com.br